A instituição luso-canadiana que gere lares e centros de acolhimento

Portugueses Fora da europa Canadá Ver mais

Uma instituição de solidariedade social luso-canadiana vai abrir um novo centro de residência para acolher famílias idosas e pessoas portadores de deficiência, disse à Lusa uma fonte da organização.

O novo centro residencial da Luso Canadian Charitable Society deverá ser anunciado dentro de semanas, sendo que os últimos detalhes da escritura estão a ser ultimados.

“É um centro aberto 24 horas por dia, para os pais que já não conseguem tomar conta dos filhos. Há muitas famílias que já têm mais de 70 anos e ainda estão a tomar conta dos filhos em cadeiras de rodas”, afirmou Jack Prazeres, presidente da Luso Canadian Charitable Society (LCCS, na sigla em inglês).

O empresário e líder comunitário sublinhou ainda que esta “é uma grave crise com muitas famílias nesta situação”.

“Estamos a tentar trabalhar o mais rápido possível, mas infelizmente para algumas famílias já não vamos a tempo”, lamentou.

O novo centro ficará aberto 24 horas por dia, para acolher famílias idosas e pessoas portadoras de deficiência.

A instituição já dispõe de um fundo de 700 mil dólares canadianos (521 mil euros) para a construção do novo centro residencial.

A LCCS é um centro de apoio social sem fins lucrativos que presta assistência a portugueses e lusodescendentes portadores de deficiência.

A instituição fundada em 2003 dispõe de três centros, em Toronto, Mississauga e em Hamilton, que antes da pandemia de covid-19 prestavam assistência a cerca de quase 300 utentes diariamente.

Alguns dos utentes dispõem de um apoio governamental provincial, através do subsídio ‘Passport’, destinado a adultos com 18 ou mais anos para participarem nas atividades comunitárias, integrando-os de uma forma mais ativa na sociedade.

As listas de espera para os centros da instituição são “demoradas entre os cinco aos 15 anos”.

Nesse sentido, os vários programas desenvolvidos nos três centros são financiados com a organização de vários eventos anuais, destacando-se uma gala, um torneio de golfe e a Luso Volta Charities, este último que regressa com presença física de participantes em 10 de julho.

“O nosso objetivo inicial são 500 mil dólares [373 mil euros], já temos mais de 320 mil dólares [315 mil euros], a pouco menos de uma semana. Vamos esperar chegar lá perto. A equipa toda está a trabalhar arduamente para conseguirmos chegar ao nosso objetivo”, explicou Jack Prazeres.

A Luso Volta Charities terá lugar este domingo, no Centro Cultural Português de Mississauga, no número 53 da Queen Street North, em Mississauga.

“A LCCS precisa de ajuda, não estamos a pedir para nós, mas sim para aqueles que não têm voz para o fazer, fica aqui o apelo especial”, apelou.

A Luso Volta Charities deverá contar com a presença de quase meio milhar de participantes que em várias atividades lúdicas e familiares vão ajudar indivíduos portadores de deficiência angariando “meio milhão de dólares”.

O evento solidário também vai passar pela Van Wagner’s Beach, em Hamilton, no número 180 da Van Wagners Beach Road.

Os interessados podem-se inscrever em lusovolta.org.

Artigo: bomdia.eu

Fotografia: DR

Últimas Notícias
Fundação da Guarda abre concurso literário às comunidades
6/06/2024
Orquestra europeia atuou na Alemanha com nove portugueses
6/06/2024
Portugueses da Alemanha comemoraram 10 de Junho em Berlim e Düsseldorf
6/06/2024
Portugueses já festejaram o 10 de Junho em Bruxelas
6/06/2024
Europeias: só precisa do Cartão de Cidadão para votar cá fora
6/06/2024
Emigração de portugueses para Itália está a bater recordes
6/06/2024
Paulo Pisco assinala Dia das Comunidades em Paris e Marselha
6/06/2024
Médica portuguesa distinguida por progressos na luta contra o cancro
6/06/2024