Do Luxemburgo à Segunda Liga para salvar o Leixões

Desporto & Lazer Portugueses na Europa Luxemburgo Ver mais

O treinador português Carlos Fangueiro foi esta quarta-feira apresentado como novo treinador do Leixões, clube que o formou e onde também jogou como sénior e que agora lhe abriu as portas para treinar em Portugal após 13 anos no Luxemburgo.

O desejo de orientar uma equipa profissional concretizou-se agora, assim que o Leixões, atual 16.º e antepenúltimo classificado da Segunda Liga terminou contrato com o técnico Pedro Ribeiro.

Carlos Fangueiro tem 47 anos, é natural de Matosinhos e fez toda a sua formação na academia do Leixões.

Em 1995/96 estreou-se pela equipa principal e por lá se manteve até sair, em 1997/98 para o Vitória de Guimarães.

Nos dois anos seguintes esteve emprestado ao Maia e ao Gil Vicente e, em 2000/01 conquistou o seu lugar no conjunto da Cidade Berço.

Em 2004/05 assinou pela União de Leiria e os dois anos que se seguiram foram passados cá fora. Primeiro no Reino Unido, a jogar pelo Millwall e Walsall, e depois no Ionikos, da Grécia.

Em 2007/08 voltou a terras lusas para representar o Vizela e depois o Beira-Mar. Saiu novamente para o Vietname, para o T&T Ha Noi, e em 2010/11 regressou ao clube que o viu crescer, o Leixões.

Em 2011/12 as portas do futebol luxemburguês abriram-se através do Artet Bissen, onde em 2012/13 viria a pendurar as botas e estrear-se como treinador. Por lá ficou até 2015/16, época em que assumiu a coordenação técnica do Titus Pétange e, mais tarde, a equipa principal.

Os bons resultados do português levaram-no ao histórico e crónico candidato ao título do Luxemburgo, o Dudelange, pelo qual foi campeão nacional.

No início da presente temporada, Fangueiro assinou pelo Swift Hesperange, onde conquistou 10 vitórias em 20 jogos. Agora, reforça o Leixões, clube que apostou no retorno deste emigrante português.

Artigo: bomdia.eu

Fotografia: DR

Últimas Notícias
Nasceu em Gouveia, vive no Canadá e está a desenvolver vacina inovadora
7/02/2024
“EUA estão a tentar lidar com os sintomas da imigração ilegal”
7/02/2024
Joana e André andam há ano e meio em viagem por África
7/02/2024
Livro de Marie-Isabelle Vieira retrata portugueses na literatura romanesca
7/02/2024
Associação Portuguesa de Gütersloh tem nova direção
7/02/2024
Maioria dos portugueses presos cá fora estão no Reino Unido
7/02/2024
Do Luxemburgo à Segunda Liga para salvar o Leixões
7/02/2024
Guiné condecora antigo embaixador de Portugal
7/02/2024