Em
Mais Lusofonia

8 Jun 2022

Luso-canadiano pede renovação nos liberais

Portugueses Fora da europa Canadá Ver mais

O antigo ministro das Finanças de Ontário Charles Sousa disse à Lusa que o Partido Liberal “necessita de ser renovado” para que se possa reerguer, na sequência da derrota nas eleições provinciais.

“Já se sabia que Doug Ford [líder dos conservadores] ia vencer as eleições provinciais, com maioria. Esta onda conservadora ainda foi maior daquela se verificou há quatro anos atrás. Vamos precisar de renovar o partido. Tinha esperança que Elizabeth Mendes fizesse parte dessa equipa”, afirmou o luso-canadiano, na quinta-feira à noite, em Mississauga, na sede de campanha da candidata liberal Elizabeth Mendes, que acabou por não conseguir a eleição.

A luso-canadiana (liberal) foi derrotada com 36,8% (15.750 votos) em Mississauga-Lakeshore, pelo conservador Rudy Cuzzetto com 45% (19.272 votos).

“Deram uma nova oportunidade a Doug Ford, houve muitos erros, mas ele pediu desculpas, reconheceu os erros. As pessoas deram-lhe uma nova oportunidade para tentar um segundo termo”, sublinhou Sousa.

O antigo ministro também reconheceu que durante a pandemia da covid-19 Doug Ford “fez o seu melhor” e foi recompensado pelos eleitores.

O partido liderado por Doug Ford foi reeleito para mais quatro anos, conseguindo nova maioria absoluta com 40,8% e 83 deputados, quando necessitava de 63 lugares para maioria parlamentar.

O NDP voltou a ser o partido oficial de oposição, com 23,8% e 31 deputados.

Os liberais não conseguiram, mais uma vez, tornar-se num partido oficial, pois dos 12 mandatos necessários, só conseguiram eleger oito (23,8%).

O antigo ministro das Finanças do Ontário (2013 a 2018) e deputado provincial do Ontário (2007 a 2018) também alertou para a importância de uma oposição ativa como forma de “pressionar o governo”.

“A democracia necessitada de ter os dois lados. O governo e a oposição que até aqui tem sido muito fraca e necessita de manter essa posição para ter controlo do governo. A minha preocupação é mesmo essa, sem oposição, pode haver ainda mais problemas”, advertiu.

Quanto ao futuro, Charles Sousa não descartou um regresso à política. Após perder as eleições em 2018, tem-se dedicado ao setor privado.

“Estou em envolvido em vários projetos, o que me mantém muito ocupado. A minha esperança era haver uma renovação do partido, mas vamos a ver o que se vai passar daqui para a frente”, concluiu.

Tanto a líder do NDP, Andrea Horwath, como o dos liberais Steven Del Duca, que não conseguiu ser eleito no seu distrito eleitoral, já anunciaram que vão pedir a demissão.

As eleições decorreram na passada quinta-feira, com vários membros portugueses no panorama.

Artigo: bomdia.eu

Fotografia:DR

Últimas Notícias
Fundação da Guarda abre concurso literário às comunidades
6/06/2024
Orquestra europeia atuou na Alemanha com nove portugueses
6/06/2024
Portugueses da Alemanha comemoraram 10 de Junho em Berlim e Düsseldorf
6/06/2024
Portugueses já festejaram o 10 de Junho em Bruxelas
6/06/2024
Europeias: só precisa do Cartão de Cidadão para votar cá fora
6/06/2024
Emigração de portugueses para Itália está a bater recordes
6/06/2024
Paulo Pisco assinala Dia das Comunidades em Paris e Marselha
6/06/2024
Médica portuguesa distinguida por progressos na luta contra o cancro
6/06/2024