Smart Summit decorre em São Miguel para promover “empreendedorismo” dos Açores

Empresas, Marcas e Produtos Portugueses

Os empreendedores Rui Cordeiro, Vítor Costa e Venicio Ponte juntaram-se para organizar a Smart Summit, que vai decorrer em 01 e 02 de abril em São Miguel, para “promover” o “empreendedorismo” e a “inovação” dos Açores.

Em declarações à agência Lusa, Rui Cordeiro explicou que o evento partiu da necessidade sentida individualmente por cada um dos organizadores em ter uma iniciativa para “promover a inovação, a criatividade e o empreendedorismo” dos Açores

“O público tem tido muito mais interesse de que a gente estava à espera. Principalmente numa época de pandemia, estava à espera de muito menos aceitação. Já temos mais de 100 pessoas inscritas presencialmente. É uma ótima validação”, afirmou.

O evento, que vai decorrer no Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, no concelho da Lagoa, irá incluir uma “feira de empreendedorismo, cujo objetivo é ter várias empresas com ideias em várias fases de maturação”, estando prevista a presença de “empresas grandes” e “outras mais pequenas”, tendo em vista “possíveis parcerias”.

Irão também decorrer conferências com “vários empresários para discutirem as suas dificuldades” e os seus “momentos de inspiração”.

“O objetivo principal, porque tudo o resto anda à volta disso, é capacitar as pessoas inovadoras e com ideias inovadoras para conseguirem ir desde a ideia até à criação da empresa”, assinalou.

A Smart Summit irá ainda realizar um “concurso de ideias aberto ao público”, cujo vencedor terá direito a um expositor na feira do evento, “acesso a palestras de inovação”, um “plano de seis meses” na empresa Atlantic Bikes (de partilha de bicicletas) e uma “bolsa de mentoria” de negócios e 'marketing'.

Segundo o organizador, já existem candidaturas provenientes da Escola de Novas Tecnologias dos Açores e de várias escolas secundárias de São Miguel.

“Se fizer sentido”, o grupo de empreendedores não descarta a ideia de “constituir uma entidade legal” – tanto pode ser uma “empresa, associação ou fundação” – para apoiar os empresários açorianos.

“Há vários anos que discutimos a necessidade de existir uma entidade particular e não-governamental para a informação ser mais informal e mais fácil e para as pessoas saberem mesmo o que fazer e não apenas falar apenas em termos etéreos”, destacou.

Os interessados em participar na “Smart Summit” devem preencher um formulário disponível na página ‘online’ do evento.

Últimas Notícias
Andorra voltou a ouvir as janeiras em português
1/02/2023
Hugo da Costa: é preciso trazer mais jovens para a política
1/02/2023
Prémio Ferreira de Castro foi para português da Carolina do Norte
1/02/2023
Mianmar: igreja de comunidade lusodescendente foi totalmente queimada
1/02/2023
Isabel Sebastião assume coordenação do Ensino Português em França
1/02/2023
Camões e Santander renovam protocolo em nome da língua portuguesa
1/02/2023
Cafôfo exorta associações portuguesas no Brasil a concorrerem aos apoios do Estado
1/02/2023
Educação de crianças plurilingues deu mote a workshop no Luxemburgo
1/02/2023